Connect with us

Portal Condeúba

Internacional

População amarra prefeito que não cumpriu promessas na Bolívia

Prefeito que não cumpre promessas é amarrado na rua. Em uma cidade na Bolívia, a pequena San Buenaventura, essa já é uma tradição que acontece sempre que os cidadãos não estão satisfeitos com a gestão municipal.

Segundo o jornal local El Deber, na última segunda-feira (26), Javier Delgado, prefeito do município de 8 mil pessoas, foi preso em uma armadilha de madeira pela população revoltada. As pessoas levaram o prefeito e o deixaram com uma das pernas presas.

Os cidadãos argumentaram que estavam descontentes com as promessas de campanha que Delgado não cumpriu. Em 2015 e 2016, ele havia enfrentado a mesma situação.

Mesmo preso na armadilha, Delgado teve direito a fumar um cigarro. Um cachorro não se sentiu intimidado pela situação inusitada e se sentou ao lado do prefeito. Enquanto isso, a população observava atenta.

Ao jornal local, o prefeito contou que cedeu ao castigo para depois conseguir explicar sua versão dos fatos.

Ele afirmou que não é “um político ruim” e que a cidade está repleta de notícias falsas (as chamadas fake news), implantadas por seus adversários políticos.

“Nós não estamos falando de pobretões, mas pessoas que têm muito dinheiro, que têm negócios, atividades econômicas e que perderam poder”, contou o prefeito.

Delgado deixou claro que sua maior tristeza não foi a punição em si, mas ficou desapontado com a “população desinformada” de sua cidade.

Talvez por já estar acostumado com a situação, Delgado decidiu não acionar a justiça boliviana sobre o caso.

fonte:jconline.ne10

Continue Reading
You may also like...

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Internacional

To Top