Connect with us

portal Condeúba

Manifestantes bloqueiam vias e rodovias de SP contra reformas de Temer

Rodovia Anchieta, Rodovia Régis Bittencourt e Avenida Washington Luís foram interditadas.

Manifestantes interditaram vias e rodovias de São Paulo em protesto contra as reformas da Previdência e trabalhista, propostas pelo governo de Michel Temer, na manhã desta sexta-feira (30). Os ônibus, os trens e o Metrô circulam normalmente na Grande São Paulo nesta sexta.

O primeiro bloqueio foi na Rodovia Anchieta, no sentido São Paulo, no km 16, em São Bernardo do Campo, por volta das 6h. A via foi liberada por volta das 7h30.

Às 7h, integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) bloquearam a Avenida Washington Luís, próximo ao Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo. Depois, por volta das 7h30, manifestantes entraram no sagão do aeroporto com gritos de ordem contra Temer. Uma hora depois, eles saíram do aeroporto e caminharam pela Avenida Washington Luís até por volta das 10h, quando foi liberada.

O movimento também bloqueou a Rodovia Helio Smidt, principal acesso ao Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos. Passageiros chegaram a descer dos carros com malas e a caminhar pelo acostamento em direção ao aeroporto. Depois de duas horas e meia, os manifestantes liberaram a via.

Manifestantes interditaram às 7h uma das entradas da Universidade de São Paulo (USP), na Zona Oeste de São Paulo. A interdição na Rua Alvarenga impedia a passagem de veículos, e ônibus davam ré para tentar desviar do bloqueio. Funcionários da CET colocaram cones para orientar os motoristas a acessar outras vias da região. O protesto terminou definitivamente por volta das 11h.

Uma manifestação na Rodovia Régis Bittencourt bloqueou duas faixas no km 274, sentido São Paulo, em Taboão da Serra. Na Marginal Pinheiros, sentido Castello Branco, manifestantes bloquearam duas faixas, próximo ao Shopping SP Market. Também há manifestação na Estrada Turística do Jaraguá, sentido bairro, altura do número 358.

No Centro de São Paulo, houve bloqueio na Avenida São João e a Polícia Militar jogou bombas de gás contra os manifestantes. Outras ruas do Centro foram bloqueadas às 11h.

São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, também teve protesto em frente à Igreja Matriz.

Manifestantes protestam no Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo. Centrais sindicais e movimentos sociais convocaram para hoje, 30, uma nova greve geral em protesto contra as reformas da Previdência e trabalhista, propostas pelo governo Temer (Foto: Nelson Antoine/Estadão Conteúdo) Manifestantes protestam no Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo. Centrais sindicais e movimentos sociais convocaram para hoje, 30, uma nova greve geral em protesto contra as reformas da Previdência e trabalhista, propostas pelo governo Temer (Foto: Nelson Antoine/Estadão Conteúdo)

Manifestantes protestam no Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo. Centrais sindicais e movimentos sociais convocaram para hoje, 30, uma nova greve geral em protesto contra as reformas da Previdência e trabalhista, propostas pelo governo Temer (Foto: Nelson Antoine/Estadão Conteúdo)

Manifestantes entram no saguão do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo

Manifestantes entram no saguão do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo

Greve

O Sindicato Unificado dos Petroleiros em São Paulo entrarou em greve por tempo indeterminado nesta sexta-feira contra as reformas Trabalhista e da Previdência, além de se oporem à decisão da Petrobras de diminuir efetivo mínimo de trabalhadores nas unidades. Pelos menos mil trabalhadores paralisaram em Capuava, em Mauá, e quatro mil em todo o estado.

Os sindicatos dos metroviários, dos ferroviários e dos motoristas de ônibus de São Paulo decidiram não aderir à paralisação nesta sexta-feira (30). Os metroviários fizeram uma assembleia na noite desta quinta-feira (29) e a maioria votou pela suspensão da paralisação. Mais cedo, os ferroviários das linhas 7 e 10 da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) também decidiram não parar.

Na noite desta quarta-feira (28), o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de São Paulo determinou que o Metrô mantivesse 80% do quadro de funcionários trabalhando no horário de pico e 60% nos demais horários caso a categoria decidisse aderir à paralisação. Em caso de descumprimento, o Sindicato dos Metroviários seria multado em R$ 100 mil.

Manifestantes contrários à Reforma Trabalhista e da Previdência, propostas pelo governo de Michel Temer, bloqueiam uma faixa da Rodovia Anchieta sentido São Paulo no km 16, em São Bernardo do Campo (SP), em dia de greve geral convocada por sindicatos (Foto: Jorge Ferreira/Futura Press/Estadão Conteúdo) Manifestantes contrários à Reforma Trabalhista e da Previdência, propostas pelo governo de Michel Temer, bloqueiam uma faixa da Rodovia Anchieta sentido São Paulo no km 16, em São Bernardo do Campo (SP), em dia de greve geral convocada por sindicatos (Foto: Jorge Ferreira/Futura Press/Estadão Conteúdo)

Manifestantes contrários à Reforma Trabalhista e da Previdência, propostas pelo governo de Michel Temer, bloqueiam uma faixa da Rodovia Anchieta sentido São Paulo no km 16, em São Bernardo do Campo (SP), em dia de greve geral convocada por sindicatos (Foto: Jorge Ferreira/Futura Press/Estadão Conteúdo)

Manifestação na Avenida São João, na região central de SP. (Foto: Reprodução/TV Globo) Manifestação na Avenida São João, na região central de SP. (Foto: Reprodução/TV Globo)

Manifestação na Avenida São João, na região central de SP. (Foto: Reprodução/TV Globo)

RÉGIS BITTENCOURT: manifestação bloqueia duas faixas no km 274, sentido SP, em Taboão da Serra. (Foto: Reprodução/TV Globo) RÉGIS BITTENCOURT: manifestação bloqueia duas faixas no km 274, sentido SP, em Taboão da Serra. (Foto: Reprodução/TV Globo)

RÉGIS BITTENCOURT: manifestação bloqueia duas faixas no km 274, sentido SP, em Taboão da Serra. (Foto: Reprodução/TV Globo)

fonte:g1

Continue Reading
You may also like...

Deixe seu comentário

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

More in

To Top
seja bem vindo no watzap do portal condeuba