Connect with us

portal Condeúba

Bahia

Jovem de 21 anos é assassinado por adolescentes e tem corpo queimado no Oeste da Bahia

Crime de homofobia aconteceu em Luís Eduardo Magalhães; suspeito, que é menor de idade, foi preso e aguarda encaminhamento para Salvador

Guilherme de Souza, 21 anos, estava voltando para casa, na madrugada do último domingo (12), em Luís Eduardo Magalhães, Oeste da Bahia, quando foi encontrado por dois rapazes, de 14 e 16 anos, que o mataram com pedradas e pauladas. Após matá-lo, os adolescentes arrastaram a vítima para uma casa abandonada, onde o jovem de 14 anos ateou fogo no corpo. O motivo do crime foi a sexualidade de Guilherme.

O assassinato de Guilherme foi premeditado pelo jovem de 14 anos, que foi apreendido pela polícia e confessou o crime. O suspeito, que tirou a vida de Guilherme por se incomodar com a sexualidade da vítima, disse, em depoimento, que já planejava o crime há uma semana porque “teria sido assediado pelo rapaz”.

O delegado e coordenador regional de Polícia Civil (PC) da região, Rivaldo Luz, afirmou que o jovem demonstrou frieza ao falar do crime.

“Ele contou com riqueza de detalhes como fez. Disse que deu um chute e seguidamente deu três pedradas na cabeça da vítima. É um menor muito problemático, que demonstra uma grande frieza”, conta.

Ainda segundo o titular da PC, a mãe do jovem revelou que, desde novo, ele se mostrava uma pessoa fria e perigosa. “A própria mãe, que não mora com ele há um ano, disse que o menor era uma pessoa violenta, fria e calculista. Ela revelou que ele já tinha sido expulso de vários colégios”, relata o delegado, que disse que o jovem está isolado na delegacia, aguardando o encaminhamento para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Salvador.

Por ser menor de idade, o rapaz não será preso, mas deve receber medidas socioeducativas. A advogada criminalista Suzy Brito afirma que o jovem não deve passar muito tempo em reclusão. “Há uma série de sentenças que podem ser dadas para menores de idade. Mas, nesse caso, por ser um crime grave e de comoção social, é provável que o juiz o sancione a internação do autor com duração de até três anos. Essa é a medida mais pesada que pode ser concedida”, explica. fonte: informecidade

Continue Reading
You may also like...

Deixe seu comentário

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

More in Bahia

To Top
seja bem vindo no watzap do portal condeuba