Connect with us

Portal Condeúba

politico

Governo usa internet para intensificar apoio à reforma da Previdência

A hashtag #TodosPelaReforma foi a mais usada no Twitter no começo da semana

Para disseminar os motivos das mudanças nas regras para aposentadoria, até ministérios que não estão ligados diretamente à reforma da Previdência já se pronunciaram publicamente a favor do tema.

ÁUDIO: Acesse esta matéria na versão para rádio

MAIS: Confira outros destaques sobre reforma da Previdência

É o caso, por exemplo, do ministro do Esporte, Leonardo Picciani (PMDB-RJ). Na página oficial da pasta, no Facebook, Picciani publicou um vídeo contra os privilégios existentes atualmente para uma parcela dos beneficiários do sistema.

O pronunciamento de Picciani é uma resposta ao chamado do governo Federal para todos os ministérios entrarem em defesa da reforma da Previdência.

Outras pastas como o Ministério do Trabalho, Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, por exemplo, usaram materiais gráficos nas redes sociais elaborados pelo governo, a favor da reforma.

Reforma da Previdência

A mobilização começou na segunda-feira (5). A ideia é usar as redes sociais para convencer os brasileiros de que a reforma da Previdência é necessária. A hashtag #TodosPelaReforma esteve presente em diversas publicações e foi a mais usada no Twitter durante a manhã de segunda.

A hashtag também foi adotada por entidades empresariais, como a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e por organizações como o Movimento Brasil Livre (MBL).

Após voltar do recesso parlamentar, o deputado Federal, DarcísioPerondi, afirmou que essa mobilização pela internet também pretende ganhar o apoio de outras instituições sem caráter político.

“Forças produtivas, forças acadêmicas, forças comunitárias, forças religiosas. Tem que ser uma cruzada nacional pela justiça previdenciária e diminuição da desigualdade. Essa campanha busca isso”, comentou o vice-líder do governo.

Para o economista e cientista político Paulo Tafner, a reforma da Previdência é necessária porque o Brasil tem despesas muito altas no setor. “O Brasil gasta aproximadamente 12% do PIB com Previdência e Assistência Social. Esse é um número muito alto quando comparado com os demais países do mundo.”

Mudanças no texto

Em meio às discussões sobre a reforma da Previdência, o governo Federal busca com mais intensidade o apoio de parlamentares para aprovar a matéria.

A intenção da equipe do presidente Michel Temer é fazer mais uma mudança no texto. O relator da reforma na Câmara, deputado Federal Arthur Maia (PPS-BA), já sinalizou que dois itens que podem ser alterados. Um dos novos pontos pretende incluir os servidores que entraram no serviço público antes de 2003 nas regras de transição. A outra mudança deve ser em torno do acúmulo de benefícios.

As regras que tratam das aposentadorias rurais e do Benefício da Prestação Continuada (BPC) não serão incluídas na reforma. Ou seja, o modelo para esse tipo de benefício vai permanecer como está.

fonte:agenciadoradio

 

Continue Reading
You may also like...

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in politico

To Top