Connect with us

portal Condeúba

politico

Geddel e Eduardo Cunha recebiam para facilitar créditos da Caixa, diz PF

Na troca de mensagens investigada pela Polícia Federal na Operação Cui Bono, o ex-ministro da Secretaria de Governo Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) pergunta, em 2012, ao deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em tom de ironia, se ele acha que Geddel é igual aos ministros indicados por Cunha no governo. À época, Geddel era o então vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica Federal e Eduardo Cunha, o então líder da bancada do PMDB na Câmara. De acordo com o G1, a transcrição das mensagens está em relatório da Polícia Federal sobre a Operação Cui Bono, deflagrada nesta sexta-feira (13), na qual foram investigadas fraudes em empréstimos da Caixa Econômica Federal a empresas entre 2011 e 2013. Segundo a PF, Geddel e Cunha atuaram em conjunto para facilitar a liberação desses empréstimos em troca de propina. egundo relatório da PF e do Ministério Público Federal, uma das empresas beneficiadas é a J&F Investimentos. Segundo a Polícia Federal, “observa-se que as opções citadas por Geddel a Eduardo Cunha referem-se a operações de crédito corporativo da Vice-Presidência de Pessoa Juridica [da Caixa], área do próprio Geddel”. Em razão da operação da PF nesta sexta, a J&F divulgou uma nota, na qual disse que a relação com a Caixa Econômica Federal e com bancos públicos é feita “sempre de forma profissional e na mesma forma de concorrência e tratamento com instituições privadas – ou seja, relações comerciais transparentes, abertas e legais”.

 

 

fonte:brumadonoticias

Continue Reading
You may also like...

Deixe seu comentário

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

More in politico

To Top
seja bem vindo no watzap do portal condeuba